15 outubro, 2005

Permeando - Rede Permear de Permacultores


Voltamos correndo para Floripa, para a reunião da Rede Permear que aconteceu de 12 a 15 de outubro, chegando na casa do Jorge e da Suzana que nos esperavam junto com o velho amigo Tomé do Sítio Beira Serra, para ouvirem nossas últimas "peripécias" estrada afora.

Dia 13 de manhã finalmente chegamos a reunião, que mais se parecia com um encontro de velhos amigos: Jorge, Suzana, Marcelo Bueno e Cris, Skye, Marco Aurélio, Tomaz, Marcelo Venturi, Fábio, Sumara, Edla, Mariane, Itamar, Marcos Marques, Jorge André, Simone, Jonas e Verusca, Cláudio Sanchotene e nós, que fomos carinhosamente apelidados de "familia caramujo", bem apropriado levando em conta o volume de malas que carregávamos - nossa casa nas costas.
Skye começou apresentando seu lindo e consistente trabalho de permacultura com comunidades indígenas Guarani-Kaiowá, no sul do MS. Skye tem longa experiência vivendo e ensinando permacultura. Viveu e ocupou uma variedade de funções em Crystal Waters, uma das ecovilas com trabalho mais reconhecido na Austrália, e está envolvido ativamente com educação em permacultura por mais de 20 anos em países tão diversos como África do Sul, Alemanha, México, Japão e outros. Depois de sua apresentação, discutimos tópicos sobre os cursos promovidos pelos membros da rede, critérios básicos de compatibilização dos cursos no formato PDC, e outros, nivelando as informações para todos presentes. À noite a conversa seguiu com sopão e a apresentação do trabalho do Marcelo Bueno e da Cris em Ubatuba (SP), do IPEMA, que já vem trabalhando em conjunto com Skye, numa firme parceria de cursos realizados entre Ubatuba e Campo Grande, e projetos como o de agroflorestas com comunidades quilombolas na região de Ubatuba e com comunidades rurais no Cerrado Mato-grossense, uma bela lição de cooperação para a Rede.

No dia 14 as atividades seguiram com uma visita de campo ao sítio do casal Simone & Gardel, o Sítio Curupira, além de uma visita ao Yvy Porã, que acabou não acontecendo por conta da chuva forte que caia.

"Onde está Wally" no Curupira ;c))

A tarde a reunião continuou com a apresentação do trabalho dos recém-chegados Rosileli, e os queridos Shanti e Paulo da Grande Família Unindatribo, e com a nossa apresentação, quando nos tornamos membros da Rede PERMEAR de permacultores, uma rede com a qual nos identificamos muito, que nos trouxe muitos bons amigos e a esperança de ver o cuidado com as pessoas como base fundamental no futuro da permacultura no Brasil, o que até então não tinhamos visto.

Discutimos também a dinâmica que aconteceria no Seminário de Agroecologia no espaço que foi concedido para a Rede, e enquanto procurávamos pensar numa dinâmica que mostrasse aos presentes que de fato, a Permear é formada por pessoas, e que levam os princípios éticos da permacultura como base para tomada de suas ações, deixamos a brincadeira acontecer, e acabamos em boas risadas, trocamos abraços, e deixamos as propostas irem devagar sintonizando para uma proposta sólida e compartilhada por todos. Foi uma ótima oportunidade de desmistificar imagens e visões pré-concebidas, promovendo um encontro entre amigos com interesse em comum, o de levar adiante uma proposta de permacultura SEMPRE pautada na ética. Simples!!!

2 Comments:

At 10:21 PM, Anonymous Anônimo said...

EStou acompanhando sua "viagem" devido ao meu interesse na Permacultura e Ecovilas.

Siga em frente e naum deixe de atualizar esse blog ;)

abracos

Marcus Colacino

 
At 9:01 PM, Anonymous Itamar Vieira said...

De vez em quando passo por aqui pra ver por onde andam e para saber das novidades. Foi muito legal fazer parte dessa viagem. Boa sorte nessa caminhada.

:) um abração,

 

Postar um comentário

<< Home